Após ser alvo de uma tentativa de cancelamento por sua posição bíblica em relação à prática homossexual, a cantora Bruna Karla disse diante de uma multidão que não abre mão de viver o Evangelho.

“Como é bom e maravilhoso a Igreja estar reunida adorando Aquele que vive e reina para todo o sempre. E esse amor que a gente sente um pelo outro, que transborda, vem de Deus. É esse amor que nos sustenta, que nos mantêm de pé”, disse a cantora no evento Louvorsão 93.

A cantora foi alvo de ataques por ter recusado um convite para cantar em uma união homoafetiva, respondendo ao amigo que não poderia participar do evento por conta de sua fé, o que provocou a ira da comunidade LGBT.

Ao ouvir a multidão de pessoas lhe manifestando apoio, com dizeres como “Bruna, eu te amo”, a cantora gospel se emocionou e brincou com o público. “Vocês vão me fazer chorar aqui?”, disse ela.

O encerramento do evento contou com a presença de autoridades políticas, como o presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, a cantora argumentou que os cristãos não devem abrir mão de seus valores.

Após ser alvo de uma tentativa de cancelamento por sua posição bíblica em relação à prática homossexual, a cantora Bruna Karla disse diante de uma multidão que não abre mão de viver o Evangelho.

“Como é bom e maravilhoso a Igreja estar reunida adorando Aquele que vive e reina para todo o sempre. E esse amor que a gente sente um pelo outro, que transborda, vem de Deus. É esse amor que nos sustenta, que nos mantêm de pé”, disse a cantora no evento Louvorsão 93.
PUBLICIDADE

A cantora foi alvo de ataques por ter recusado um convite para cantar em uma união homoafetiva, respondendo ao amigo que não poderia participar do evento por conta de sua fé, o que provocou a ira da comunidade LGBT.

Ao ouvir a multidão de pessoas lhe manifestando apoio, com dizeres como “Bruna, eu te amo”, a cantora gospel se emocionou e brincou com o público. “Vocês vão me fazer chorar aqui?”, disse ela.

O encerramento do evento contou com a presença de autoridades políticas, como o presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, a cantora argumentou que os cristãos não devem abrir mão de seus valores.
PUBLICIDADE

“Este é o tempo em que a Igreja se coloca de pé. Este é o tempo em que a Igreja não depende do que estão falando aí fora. A Igreja depende do Deus vivo. Não abra mão de viver o Evangelho. Não abra mão de ser quem Deus te chamou para ser”, disse Bruna.

Ao discursar no evento, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre como seu governo tem buscado defender valores morais e agradeceu ao apoio dos evangélicos. “Agradeço a Deus pela minha segunda vida, a ele também a missão de estar na frente do Executivo Federal”, disse ele.

“E se essa for a vontade dele continuaremos juntos por muito tempo, modificando o nosso Brasil. A todos vocês meu muito obrigado, agradeço o apoio de cada um e termino com aquela [a frase] projetada lá atrás por Silas Malafaia, que com toda certeza será eternizada: ‘Brasil acima de tudo, Deus acima de todos’”, concluiu o presidente.

Fonte: Gospel Prime

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.